Video clínico

Aumento ósseo vertical em região anterior da maxila

Você precisa estar logado para ver este conteúdo. Faça o Login para acessar.

Após a incisão supracrestal (ligeiramente deslocada para a vestibular), associada a incisões verticais relaxantes, três dentes distantes da área do enxerto por vestibular e dois dentes distantes por palatino, o retalho de espessura total foi elevado cuidadosamente.

A liberação da região correspondente ao nervo nasopalatino foi realizada, conferindo mobilidade ao retalho e ganho de espaço para a inserção do material regenerativo. Na sequência foi realizada a coleta de osso autógeno utilizando o raspador ósseo na região adjacente à área do enxerto. O material de enxertia foi então preparado por osso autógeno, matriz mineral bovina (proporção 1:1) e membrana de fibrina rica em plaquetas e leucócitos, formando o L-PRF BLOCK a partir do protocolo para formação deste.

Na sequência, o parafuso tipo tenda foi estabilizado na região, seguido da estabilização da membrana com reforço de titânio, com o enxerto posicionado internamente e membrana de colágeno. Em seguida foi realizada a liberação do retalho vestibular utilizando lâmina 15C para garantir a mobilização passiva e sem tensão. Membranas de LPRF foram posicionadas sobre o material regenerativo. Finalmente, o retalho foi estabilizado com suturas do tipo colchoeiro horizontal e simples.