Video clínico

Instalação de implantes imediatos de diâmetro reduzido em áreas adjacentes com reconstrução tecidual associada

Você precisa estar logado para ver este conteúdo. Faça o Login para acessar.

Neste vídeo clínico demonstramos uma técnica em que os dois incisivos centrais inferiores foram removidos de forma minimamente traumática, sem a elevação de retalhos, e imediatamente substituídos por implantes seguidos de reconstrução tecidual (osso e gengiva) e instalação de cicatrizadores personalizados.
Alguns aspectos nesse caso merecem ser ressaltados. Em primeiro lugar, a característica anatômica dos alvéolos de ambos os dentes em que se pode observar tomigraficamente a significativa perda óssea por vestibular e lingual, entretanto, com perda mínima interproximal. Clinicamente, pode-se observar a manutenção da arquitetura gengival e das papilas, apesar das bolsas periodontais profundas. Após a extracão do 41 foi confirmada a significativa perda óssea por vestibular (deiscência larga e profunda) e lingual (deiscência estreita e profunda) durante a curetagem para a remoção de todo tecido de granulação. A osteotomia foi realizada segundo as referências dos dentes adjacentes e o implante de diâmetro reduzido (NobelActive de 3,0 mm) foi instalado. Nesse momento, todo o processo foi repetido no elemento 41. Entendemos que a realização desses procedimentos de maneira estagiada favorece a melhor posição dos implantes, além de diminuir o risco de perda do suporte das papilas.
Os cicatrizadores personalizados foram, então, confeccionados e durante o seu polimento a reconstrução foi realizada.
Inicialmente, uma incisão tipo VISTA foi realizada em um dos lados para facilitar a criação do envelope vestibular utilizando os tunelizadores. A membrana e o enxerto de tecido conjuntivo foram posicionados através da incisão vertical, procedimento seguido do preenchimento dos gaps com o biomaterial (Bio-Oss® Collagen). Suturas interrompidas estabilizaram o conjunto.